Quais os riscos dos remédios contra a insônia?

Dormir bem é a preocupação de 45% das pessoas no mundo. Com a rotina urbana é comum surgirem casos de estresse e ansiedade que atrapalham o sono. Para diminuir esse problema muitos recorrem aos medicamentos controlados. Porém, nem todos sabem quais os riscos dos remédios contra a insônia.

O primeiro alerta é que esse tipo de medicação apenas pode ser utilizado com prescrição médica. Entretanto, existem também os remédios naturais contra a insônia, que não causam dificuldades. Entenda mais sobre isso no decorrer do artigo.

5 riscos dos remédios contra a insônia

Antes de iniciar seu tratamento para a insônia com remédios controlados, veja como eles atuam em seu corpo. Além dessas dicas, sempre leia a bula do produto como forma de segurança.

1. Os remédios contra a insônia podem viciar

Como o organismo acaba habituando-se ao medicamento, a pessoa não consegue mais dormir ser o remédio. Esse fenômeno recebe o nome de rebote. Essa dependência é mais difícil para combater do que a própria insônia comum.

2. Os medicamentos para insônia aumentam o risco de parasomnia

A parasomnia é um estado de semiconsciência que causa o sonambulismo. Nesse momento o indivíduo pode andar e fazer diversas atividades sem que se lembre disso depois. Esse é um dos grandes riscos dos remédios contra a insônia.

3. As pílulas contra insônia provocam sonolência diurna

O excesso de sono é prejudicial para todas as tarefas rotineiras. Logo, operar máquinas, dirigir e até mesmo cozinhar podem causar acidentes. Há, ainda, relatos de pessoas que utilizaram a medicação controlada, dormiram toda a noite, mas continuam com sono durante o dia.

4. O organismo pode desenvolver resistência aos remédios controlados

Durante os primeiros meses, usar os remédios controlados contra a insônia parece a melhor solução. Porém, depois de um período prolongado de uso, eles já não têm o efeito desejado. Isso ocorre porque o corpo criou uma resistência ao medicamento. Esse problema leva ao aumento do consumo, o que pode causar overdose.

5. Os remédios contra a insônia causam lentidão

Por funcionarem como sedativos, os medicamentos farmacêuticos deixam os reflexos mais lentos. Dessa forma, as atividades cognitivas são prejudicadas. O risco é ainda maior para idosos que podem ter quedas graves devido à lentidão mental.

Opção natural de remédios contra a insônia

Com todos esses riscos do uso de medicamentos controlados, surge a dúvida sobre o que fazer para eliminar a insônia. Não se preocupe, saiba que existem soluções naturais para a falta de sono.

Além das mudanças práticas na rotina noturna, como: desligar os aparelhos eletrônicos, não ingerir café ou energético à noite, ter um quarto agradável e evitar comidas gordurosas no jantar, você ainda pode optar por uma opção natural.

Para acabar com a falta de sono e não ter efeitos colaterais experimente os suplementos naturais contra a insônia. Eles são regulamentados pela ANVISA, não causam dependência e ainda ajudam a ter uma noite muito mais tranquila.

Faça o teste por 30 dias e se não notar melhora em seu ciclo de sono, peça seu dinheiro de volta. Para quem tem insônia há um grande período e já tentou vários remédios naturais, vale a pena tentar uma solução que faz sucesso no Brasil e nos Estados Unidos.

Agora que você já sabe quais os riscos dos remédios contra a insônia, apenas utilize esse método em último caso. Sempre comece com um remédio natural e pratique os bons hábitos noturnos.

Achou as informações úteis? Então, que tal compartilhar com os amigos nas redes sociais?

Leave a Reply