Insônia tem cura?

Todas as pessoas já passaram por um momento de maior agitação noturna. Isso pode ocorrer na véspera de um evento muito aguardado ou depois de discussões desagradáveis. Porém, passar a noite em claro com frequência é a realidade de 72% dos brasileiros. Então, surge a dúvida: insônia tem cura?

Entenda mais sobre os tipos e níveis de insônia. Assim, você poderá saber se há uma forma de eliminar a falta de sono definitivamente.

Quais são os níveis da insônia?

É possível identificar três tipos de insônia: a inicial, a de manutenção e a terminal. A primeira ocorre quando se demora para dormir. Já a segunda ocorre quando a pessoa desperta durante a noite. Por fim, a última complicação é quando se desperta antes do horário e não se consegue voltar a descansar.

Além disso, existem níveis de insônia. O mais leve é a insônia transitória, em que o problema surge uma vez ou outra durante momentos de grande expectativa. Já um próximo nível é a insônia aguda, quando a pessoa tem insônia por quatro ou seis semanas.

Porém, o grau mais intenso é a insônia crônica, no qual o indivíduo fica acordado por mais de três noites em um período superior a três meses. Nessa etapa a falta de sono passa de uma dificuldade pontual para uma doença.

A insônia como enfermidade é reconhecida pelo CID 10- G47.0. Ela é definida por: distúrbios do início e também da manutenção do sono.

Existe uma cura para a insônia?

Para as pessoas que sofrem com transtornos do sono é muito comum ter a dúvida se insônia tem cura. Para saber isso, é necessário entender em qual etapa a dificuldade está na vida do paciente.

Quando os problemas para dormir estão em sua fase inicial é possível reverter o quadro e não sofrer mais com isso. Dessa forma, é importante buscar um tratamento para a insônia já aos primeiros sinais.

Quando a insônia não é cuidada, ela evolui para um quadro clínico. Nessa fase ela precisa ser tratada apenas com remédios controlados. Além disso, há um agravante. Quando esse tipo de medicação é utilizado por muito tempo o corpo desenvolve resistência a ele.

Infelizmente, doenças crônicas não possuem cura. Por isso, se a insônia evoluir até seu último nível, ela poderá acompanhar a pessoa por toda a vida. Entretanto, ainda que não seja possível eliminar a falta de sono, há soluções para a manutenção desse quadro.

Como tratar a insônia?

Antes de recorrer aos medicamentos controlados para tratar a insônia, busque soluções menos agressivas. Uma boa alternativa é utilizar os suplementos naturais contra a insônia. Diferentemente dos remédios farmacêuticos, os suplementos não causam dependência química ou provocam efeitos colaterais.

O suplemento natural é eficaz porque ele é rico em triptofano. Essa substância estimula a produção de serotonina, o hormônio do bem-estar. Logo, o corpo fica mais relaxado, próprio para o adormecimento rápido e tranquilo.

Uma dica importante é aliar o seu tratamento a bons hábitos noturnos, como não utilizar smartphones, tablets e televisão algumas horas antes de dormir. Evite também o consumo de café após as 18h.

A insônia tem cura se tratada no início. Porém, quando se torna uma doença crônica é preciso tratar com remédios controlados. Não deixe que isso ocorra, cuide da sua saúde o quanto antes.

Já toma medicamentos controlados para a insônia? Então, faça um teste com os suplementos naturais contra a insônia. Há relatos de pessoas que conseguiram ficar livres desse remédios com o uso dos suplementos.

Leave a Reply